Câncer / Fatores de Risco

Publicado em 03/09/2013

Revisado em 08/03/2017

Agentes químicos

A exposição a agentes químicos dotados de atividade cancerígena pode ser dividida em três grupos:

Exposição na atividade industrial

Trabalhadores da indústria têxtil que manipulam corantes contendo certas aminas estão mais sujeitos ao câncer de bexiga.

Os que entram em contato com benzeno na indústria química e na fabricação de borracha correm risco maior de desenvolver leucemias e linfomas. Os que estão expostos ao asbesto podem desenvolver câncer de pulmão e, caracteristicamente, mesotelioma de pleura, doença rara em quem não entra em contato com esse produto.

Exposição farmacológica

Nos anos 1960, o uso do hormônio dietilestilbestrol para prevenir o risco de abortamento provocou aumento da incidência de câncer de vagina durante a puberdade em meninas expostas ao hormônio durante a vida intrauterina.

Vários medicamentos imunossupressores e drogas utilizadas na quimioterapia podem induzir, no futuro, o aparecimento de leucemias, linfomas e outros tipos de câncer. Felizmente, isso ocorre apenas em uma pequena parcela dos pacientes tratados com esses medicamentos.

Exposição ambiental

A relação direta entre a presença de poluentes no ar e o aumento da incidência de câncer é difícil de demonstrar, porque envolve fatores genéticos, sociais, econômicos e comportamentais. Apesar das dificuldades, está claro que a poluição é responsável por cerca de 1% dos casos de câncer de pulmão.