Câncer / Notícias

Publicado em 05/01/2018

Revisado em 05/01/2018

2017: um ano de realizações importantes para o IVOC

thumb relatorio 2017

2017 foi um ano em que o Instituto Vencer o Câncer se consolidou como um importante canal de disseminação de informação com credibilidade na área de saúde. Prevenção, tratamentos, estudos científicos, qualidade de vida foram temas de destaque em nossas ações. E para realizá-las, contamos com a dedicação dos médicos que fazem parte do Instituto, e com nossos parceiros, fundamentais para o sucesso do nosso projeto. “Crescemos e estamos mais próximos da nossa missão, de informar a população sobre a doença, desde a prevenção até os tratamentos, além de dar dicas sobre alimentação, estética e atividade física”, afirma o oncologista Antônio Carlos Buzaid, um dos fundadores do Instituto Vencer o Câncer.

O IVOC teve atuação importante junto com outras entidades na atualização do rol de procedimentos dos planos de saúde, conseguindo a incorporação de medicamentos orais e procedimentos. “O Vencer o Câncer evoluiu muito em 2017 e tem dois pontos que considero que foram muitos importantes: a participação na discussão da atualização do rol de procedimentos e a consolidação da plataforma de buscas de estudos clínicos, que facilitou o acesso a informações sobre os estudos clínicos que estão sendo feitos. Para 2018, a expectativa é ampliar e trabalhar para que o governo reconheça a plataforma como política pública e a divulgue no site do Ministério da Saúde”, afirma Andrea Bento, especialista em políticas públicas em saúde e oncologia e sócia da Colabore com o Futuro.

Plataforma de Busca

A Plataforma de Busca Ativa de Estudos Oncológicos e Onco-Hematológicos do IVOC possui, neste momento, cerca de 50 pesquisas recrutando, além de disponibilizar uma biblioteca virtual para pacientes e familiares se inteirarem sobre os estudos ou pesquisas clínicas que estão sendo aplicadas no país, permitindo acompanhar o desenvolvimento de novos medicamentos e/ou procedimentos.

A paciente Clio Matzenbachir de Moura já participou de uma pesquisa clínica para o tratamento de melanoma e ressalta que a plataforma facilitou o acesso à informação. “Agora ficou mais fácil saber quais estudos estão sendo feitos porque antes da plataforma existir nós não sabíamos como procurar”, ressalta.

Os integrantes do Comitê Científico do Instituto Vencer o Câncer foram presença constante nos principais veículos da imprensa brasileira, com participações em mais de cem entrevistas, reportagens e comentários sobre prevenção, diagnóstico e tratamento. O IVOC consolidou a parceria com o Grupo Estado, com produção e compartilhamento de conteúdo. Com a coluna “Evitar, Tratar, Curar”, na Rede Jovem Pan, o oncologista Fernando Maluf atingiu milhões de ouvintes e internautas de todas as regiões do Brasil, com mais de 150 boletins. As 50 matérias na Agência BR Mais News compartilharam informações com centenas de pequenas emissoras de rádio do país.

Ação Global

2017 também foi mais um ano de parceria com a Rede Globo, com participações no Ação Global – com atendimento à população em Santana do Parnaíba (SP) e o Bem Estar Global, em seis cidades brasileiras. O Instituto Vencer o Câncer se dedicou a levar a vacinação contra o HPV e hepatites B e C a diversas cidades, em parceria com as secretarias de saúde e médicos de cada região. Em Manaus, a oncologista Adelaide Portela foi parceira nessa ação. “Vacinar contra o HPV foi um evento importantíssimo porque o câncer de colo de útero é a principal causa de mortes em mulheres aqui na região. O Instituto Vencer o Câncer vem aprimorando essas políticas públicas e isso é vital para a prevenção. Conseguimos dar mais visibilidade para o problema”, comenta.

O portal do Instituto ganhou, em 2017, uma nova e importante aba, com foco no “Dia a Dia do Paciente”. Para a gerente do setor de Advocacy da AMGEN, Maria Fernanda Rodrigues, falar sobre suporte e manejo é uma inovação importante. Da mesma forma, eventos que promovam interação com os pacientes e familiares devem estar no radar em 2018. “Estimulamos parcerias com projetos que vão ao encontro da missão da nossa empresa, de levar informação ao paciente”, afirma.

O Instituto Vencer o Câncer também participou, em parceria com a BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, de dois importantes congressos internacionais: a Asco e a Esmo. Nossos médicos trouxeram informações importantes que foram divulgadas em vídeos no site e nas redes sociais do IVOC, com destaque em veículos como Veja, Estadão e UOL.

Vídeos

Aliás, os vídeos são uma importante ferramenta do IVOC para transmitir informação. E eles têm a participação de médicos e pacientes. Nossa experiência com a campanha “Busque Vencer” mostra isso. João Guilherme Borba Becheli, 34 anos, participou dele. Diagnosticado com linfoma, João Guilherme venceu o câncer e hoje está em remissão. “Quando eu topei participar do vídeo, minha intenção era justamente ajudar outras pessoas porque o acesso a informação ajuda muita gente. O Vencer o Câncer é uma coisa que faltava. Você sabe que pode acessar o site, procurar e confiar na informação”, afirma. Neste sentido, as parcerias com a empresa aérea Avianca e com o Cinemark, para veiculação da campanha “Busque Vencer” em voos nacionais e em cinemas da rede ajudaram a divulgar a importância da credibilidade da informação sobre a doença.

Nas campanhas feitas em vídeo, um dos destaques foi a de câncer colorretal, com informações sobre a doença. Marisa Gavel Nassar, de 40 anos, faz tratamento de câncer de colón e participou do vídeo. “Acho importante o Instituto porque ele é desenvolvido por médicos. Isso dá credibilidade à informação. Fazer o vídeo foi muito legal, foi uma forma de eu poder ajudar mais pessoas também com a minha experiência”, afirma.

A gerente do setor de Advocacy da Bristol-Myers Squibb, Elaine Braga, destaca o vídeo produzido em março de 2017, sobre câncer de rim, que mostrou a importância da disponibilidade de novos medicamentos que melhoram a qualidade de vida do paciente. ”Quando conseguimos alcançar também a população saudável, que começa a ser informada sobre câncer, com alertas sobre a importância de cuidar da própria saúde, atingimos nosso objetivo e, ainda, ampliamos o apoio ao paciente oncológico, já que envolvemos a sociedade no debate sobre a doença”, destaca. “O Vencer o Câncer se consolidou como um porta-voz das informações mais importantes sobre Oncologia para o público leigo, de forma clara e acessível. Espero que a força na comunicação seja o foco do trabalho para 2018”, completa Elaine.

A orientação sobre câncer de mama foi um outro destaque do Instituto Vencer o Câncer neste ano. Com a campanha “Somos Diferentes na Vida. Somos Iguais nesta Luta”, o IVOC enfatizou que a luta contra o câncer é de todos, com a divulgação de um vídeo com pacientes que viralizou nas redes sociais.

Além disso, foi feita uma importante ação em parceria com o Hospital Pérola Byington para recuperar a autoestima de mulheres que fizeram mastectomia. A retirada da mama é um processo doloroso para mulher, por isso a reconstrução mamária é parte importante no tratamento. A recuperação da aréola e do mamilo concluem essa reconstrução.

Na parceria firmada, pacientes do hospital tiveram a aréola e o mamilo reconstruídos com dermopigmentação. “A ausência do bico afeta muito a autoestima da paciente. E a dermopigmentação refaz para ela o sentido do “eu sou mulher novamente’. Em 2018, queremos ampliar nossa parceria com o Instituto Vencer o Câncer porque tudo que melhora a autoestima da paciente é importante para gente”, enfatiza Carmelina Amadei, integrante do grupo técnico de humanização do hospital e representante do setor de voluntariado.

Conscientizar sobre o papel da dieta na prevenção do câncer também impulsionou algumas ações do IVOC em 2017. Em novembro, no Dia Nacional de Combate ao Câncer (27), em conjunto com a Rádio BandNews FM, nossa equipe de nutricionistas e nutrólogos participou de uma ação na Casa das Rosas, na Avenida Paulista (SP), tirando dúvidas da população.

O Instituto Vencer o Câncer também firmou parceria com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de São Paulo, para a participação em atividades da pasta que promovam cuidados com a saúde e qualidade de vida. “Precisamos conscientizar sobre a promoção da saúde ligada a uma alimentação balanceada e à prática de atividade física regular. Da mesma forma, é necessário estarmos atentos à qualidade de vida do paciente ”, destaca a educadora física especialista em pacientes oncológicos Luciana Assmann, integrante do comitê científico do Instituto Vencer o Câncer.