Dia a Dia do Paciente / Atividade Física

Fabiana Novello

Publicado em 22/05/2018

Revisado em 22/05/2018

A combinação que traz benefícios para a Saúde

exercicios agua

Alimentação adequada, água e exercícios físicos: uma combinação simples e que faz bem para a saúde. E para orientar a população sobre os benefícios e incentivar a mudança de hábitos, o Instituto Vencer o Câncer levou, no último sábado (19/05) as “Tendas da Saúde” para o Parque do Ibirapuera. Nutrólogos, educadores físicos e médicos conversaram com os frequentadores do parque sobre a importância da adoção de um estilo de vida mais saudável. “Além de você ter uma qualidade de vida melhor na velhice, a maioria das doenças crônicas pode ser prevenida com alimentação saudável e prática de exercício regular. E isso vale para o câncer, também. Oitenta por cento das diretrizes de prevenção ao câncer estão ligadas à alimentação”, explica Andrea Pereira, nutróloga e integrante do Comitê Científico do Instituto Vencer o Câncer.

Leia também: Pacientes oncológicos devem tomar muito líquido.

A guarda civil metropolitana Sandra Regina Dias Amaral, 50 anos, esteve nas tendas para receber as orientações e aproveitou para contar sua experiência. Ela pesava 96 quilos e precisou emagrecer para fazer uma cirurgia de retirada de nódulos benignos e redução das mamas. Na época, ouviu de seu médico que se não perdesse peso correria risco na cirurgia e, além disso, a obesidade traria outros problemas para sua saúde.

No trabalho, o excesso de peso também já atrapalhava. Sandra faz a ronda de bicicleta e não conseguia acompanhar os colegas. “Eu não me deslocava na mesma velocidade que os meus colegas, eu sempre ficava para trás. Quando eu ia pedalar, numa elevação, eu era a última e aquilo me incomodava”.

Ela decidiu, então, procurar uma nutricionista e fez uma reeducação alimentar. Os lanches à base de hambúrguer, coxinha e cachorro quente deram lugar a frutas e alimentos integrais. “Comecei a me alimentar a cada duas horas com uma torrada ou com uma fruta. Incluí verduras e legumes cozidos na minha alimentação e tirei o refrigerante”, conta. A atividade física regular também entrou na sua rotina; ela passou a fazer Muay Thai. Em um ano emagreceu 24 quilos e hoje se sente mais disposta. “Tenho mais fôlego, pedalo melhor, não tenho mais dor na coluna, me sinto muito melhor”.

A dieta saudável deve incluir frutas, verduras, legumes e grãos. O consumo de carne vermelha não deve ultrapassar meio quilo por semana e o ideal é balancear com peixes e ovos. A água também tem papel importantíssimo no nosso organismo. “Dois litros de água por dia devem ser ingeridos. Temos que aproveitar que nossa água não é cara. E quanto mais velha a pessoa for mais importante é o consumo de água porque os idosos tendem a desidratar mais”, orienta a nutróloga Andrea Pereira.

A prática de atividade física deve ser regular para ter o efeito preventivo. O ideal são 30 minutos por dia, 5 dias na semana. “A grande maioria que entrou aqui na tenda era sedentária, mas tinha interesse em saber como os exercícios físicos podem melhorar a saúde. É difícil começar, mas se as pessoas entenderem que a atividade física é como um antídoto, elas se motivam a fazer”, afirma Luciana Castelli Assmann, educadora física e integrante do Comitê Científico do Instituto Vencer o Câncer.

Para quem é sedentário, Luciana orienta começar gradualmente e inserir a atividade física na rotina. “Você pode descer um ponto de ônibus antes e caminhar um trecho até o trabalho; subir um lance de escada até o seu apartamento; deixar o carro em casa. O seu corpo vai te mostrar que é bom e no dia seguinte você fará mais. A regularidade faz o copo entender o exercício físico como mecanismo de prevenção. E esse corpo vai desenvolver um mecanismo biológico capaz de se defender de várias doenças inclusive de inibir a formação de um tumor como o câncer”.