Câncer / Notícias

4Press

Publicado em 27/11/2018

Revisado em 27/11/2018

A importância de se promover união a favor de causas

Suzana Gullo e Tânia Bulhões.

Com a proximidade do Dia de Doar, apoiadores do Instituto Vencer o Câncer falam sobre doação e a relevância do ato para um país mais solidário.

“O poder da união em torno de uma causa é transformador”, destaca Rita Domingues, diretora do Instituto Vencer o Câncer (IVOC). Ela faz essa ressalva para falar da importância de desenvolver a cultura de doar e estimular as pessoas a realizarem esse ato. “E não é doar só dinheiro: informação, tempo, conhecimento…”, complementa. Com o objetivo de fomentar a cultura da doação no Brasil e no mundo, será comemorado do dia 27 de novembro o Dia de Doar. O movimento #diadedoar, que teve origem nos Estados Unidos em 2012 com o nome #GivingTuesday, é promovido em nosso país desde 2013.

A importância de promover esse estímulo mostra-se ainda mais evidente diante da informação de que o Brasil despencou quase 50 posições no último ranking mundial de solidariedade, tendo o pior desempenho já registrado no World Giving Index, que apresenta 146 países: saiu da posição 75 para o 122º lugar. O levantamento registra o número de pessoas que, no mês anterior à consulta, doaram dinheiro para uma organização da sociedade civil, ajudaram um estranho ou fizeram trabalho voluntário. É realizado pela CAF – Charities Aid Foundation – instituição com sede no Reino Unido, e no Brasil é representada pelo Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social, o IDIS.

Apesar desses índices, há ajuda e solidariedade na população. “Essas ações devem ser exaltadas, para que mais pessoas se inspirem”, sugere Rita. “Tivemos tanto no Outubro Rosa quanto no Novembro Azul importantes parcerias. Esses movimentos, mais conhecidos, recebem bastante apoio, mas devemos batalhar para que a cultura da doação seja mais perene”.

Ações solidárias

“A cultura de doação é peça preciosa para uma sociedade mais harmoniosa. É uma das ferramentas que possibilita que o indivíduo se reconheça no coletivo. Essa consciência é fundamental para reforçar valores sociais e culturais na construção de um mundo mais colaborativo e próspero”, avalia a artista plástica e empresária Tânia Bulhões. Para ela, contribuir para uma sociedade melhor é uma causa que deve ser abraçada por todos. “As empresas são organismos vivos, compostos por uma cadeia de pessoas, entre colaboradores, fornecedores, parceiros e clientes. Esse poder de influência e impacto social não pode ser desmerecido e deve ser trabalhado e valorizado sempre”.

Tânia explica que já é uma tradição da marca que cada uma das 10 lojas receba um evento especial para divulgar iniciativas beneficentes ligadas às clientes mais próximas – parte da renda das vendas do dia é revertida para as instituições. “Este ano, abraçamos a sugestão da Suzana Gullo que foi madrinha e co-anfitriã de um almoço em prol do Instituto Vencer o Câncer, uma causa de saúde e conscientização que apoiamos com muita honra e entusiasmo”.

“Doar é um dos atos mais importantes da sociedade”, diz a empresária Suzana Gullo, esposa do apresentador Marcos Mion, que enfrentou há dois anos um câncer de mama. “Doar um pouco do que você pode – eu acho que isso é o que faz um país ir para frente, uma sociedade melhorar, o que traz gratidão, espírito de união, de amor ao próximo e eu queria muito ver um Brasil mais unido nessa causa da doação, mais solidário. O espírito de sociedade é esse: todo mundo unido para um bem maior”. Para Suzana, doar faz muito bem, principalmente para quem doa, mais do que para quem recebe. “Não tem coisa mais bonita do que isso”.

“Temos o ditado: ‘Juntos somos mais forte’. Se buscamos uma sociedade melhor, não mediremos esforços com institutos como o IVOC para tornar pequenas ações em atos de generosidade, doação e felicidade ao próximo”, avisa Andrea Chammas Khurbi, sócia e diretora de novos negócios da marca paulistana Spezzato que realizou, em parceria com o Vencer o Câncer, a campanha “Laço Pela Cura” (link matéria https://www.vencerocancer.org.br/noticias-mama/instituto-vencer-o-cancer-e-spezzato-realizam-evento-da-campanha-laco-pela-cura/) incentivando a arrecadação, durante todo o mês de outubro, de lenços, chás de camomila e hidratantes que serão entregues a pacientes do Hospital Pérola Byington.

Andrea acredita que doar é fundamental para um mundo melhor. “O ato de contribuir também nos conecta aos outros, criando comunidades mais fortes e ajudando a construir uma sociedade mais feliz para todos”. Ela conta que realizou a campanha com o IVOC porque há identificação com a missão, visão e valores do instituto.

“Quando a pessoa tem o olhar para o outro, consegue se ver com mais clareza. Dentro das empresas esse olhar é fundamental. Ninguém consegue se colocar no lugar do outro, mas se doando as pessoas realizam esse movimento”, avalia Cláudia Belintani Abbud, que coordenou a campanha Moema Rosa, de apoio ao IVOC, envolvendo as equipes do restaurante Farabbud e a rede de salões de beleza Santa Cabeleira. As equipes mobilizaram-se para arrecadar doações: criaram o Mama Rosa – brigadeiro de morango -, que foi vendido nas unidades do restaurante e da rede Santa Cabeleira. “Houve palestras internas para conscientização da equipe, que também conscientizava os clientes”, comenta Cláudia. “Todos se uniram e foi maravilhoso”.

Doe você, também

Quem quiser colaborar com o Instituto Vencer o Câncer, pode entrar em contato pelo  nosso site, em https://www.vencerocancer.org.br/apoie/ ou pelo Whatsapp 11 94399-1460.