Câncer / Notícias

Luisa Macedo Nunes

Publicado em 08/04/2020

Revisado em 25/05/2020

Dicas e orientações para pacientes com câncer na era da COVID-19

É comprovado que o coronavírus – Covid-19 ataca de forma mais agressiva os idosos e aqueles com doenças debilitantes, como diabetes melitus, doenças cardiovasculares e pulmonares e câncer. Apesar disso, não precisamos de pânico e sim de cuidados importantes. Nem todo mundo que tem câncer é do grupo de risco.

O alerta é para quem tem doença hematológica (como leucemia, linfoma e mieloma), câncer em estágio muito avançado, quem está se submetendo a tratamento que diminua leucócitos e células brancas (como a quimioterapia) e que passaram por transplante de medula óssea.

Seguem algumas dicas importantes para você passar por esse momento de melhor forma possível:

  • Embora nem todos os tratamentos contra o câncer sejam imunossupressores, todos devem tomar as devidas precauções para evitar infecções e para não debilitar a imunidade.
  • Os pacientes oncológicos não devem interromper o tratamento com medo de ir à clínica ou hospital.
  • O tratamento oncológico não deve ser suspenso, a não ser por decisão médica e avaliação individual.
  • Aqueles pacientes que precisarem de internação serão internados.
  • Clínicas e hospitais estão modificando o fluxo em suas instalações para atender e proteger esta população, reduzindo o risco de contágio.
  • Os pacientes oncológicos em tratamento hospitalar devem seguir as recomendações de cada instituição sobre uso de equipamentos de proteção e higienização de mãos

 

Dicas e orientações para pacientes oncológicos evitar a COVID-19

Medidas preventivas gerais e cuidados básicos de higiene

  • Ficar em casa, evitar aglomerações e lugares fechados
  • Lavar bem as mãos corretamente por 40 a 60 segundos
  • Utilizar álcool em gel por 20 a 30 segundos
  • Não colocar as mãos nos olhos, nariz e boca
  • Cobrir com o antebraço o nariz e boca a tossir e espirrar
  • Usar máscara em lugares públicos
  • Manter distância de pessoas que estão infectadas ou de pessoas com os sintomas
  • Caso apresente febre, coriza, tosse seca ou falta de ar, contate o seu médico