Câncer / Notícias

Viviane Pereira

Publicado em 05/04/2019

Revisado em 05/04/2019

Jornalistas conhecem avanços sobre câncer de próstata, rim e bexiga com especialistas em workshop do IVOC no X Congresso Internacional de Uro-Oncologia

Empresário Abílio Diniz no X Congresso Uro-Onco.

Décima edição do evento trouxe novidades para tumores do trato urinário.

 

Uma programação especial promovida pelo Instituto Vencer o Câncer (IVOC) no X Congresso Internacional de Uro-Oncologia permitiu aos jornalistas conhecerem as principais evoluções do diagnóstico e tratamento de tumores de próstata, rim e bexiga. O workshop contou com a presença do oncologista Fernando Maluf, um dos fundadores do IVOC; o urologista Wilson Busato, da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU); o urologista Ariê Carneiro, pesquisador no Centro de Oncologia do Hospital Israelita Albert Einstein e o rádio-oncologista Robson Ferrigno, coordenador de Radioterapia da Beneficência Portuguesa.

Empresário Abílio Diniz e oncologista Fernando Maluf lado a lado no X Congresso de Uro-Onco

O empresário Abílio Diniz, que falou no congresso, ao lado do oncologista e um dos fundadores do IVOC, Fernando Maluf.

Os especialistas trataram de diversos temas, como a análise molecular dos tumores, novas formas de combinar drogas distintas em câncer metastático, novidades em imunoterapia, procedimentos minimamente invasivos como o HIFU (High Frequency Ultrassound), avanços da cirurgia robótica, novos testes para escolher o melhor tratamento e a importância da atuação multidisciplinar, entre outros.

“Nossa grande busca hoje é para encontrar biomarcadores que apontem quem vai responder a qual tratamento e que pacientes terão efeito colateral grave com quais medicamentos”, destaca Maluf. Busato afirmou que uma das mudanças importantes que está acontecendo em todo o mundo em relação ao tratamento oncológico é a postura de escutar o paciente: “É importante que a decisão seja compartilhada”. Dentro desse conceito, Ferrigno reforçou que cabe aos médicos oferecer o que há de melhor, mostrando que o paciente pode ter diferentes opções para bons resultados, explicando detalhes, por exemplo, da radioterapia e cirurgia com seus benefícios e efeitos colaterais. Atuando com cirurgia robótica, Carneiro detalhou algumas vantagens da té cnica, como redução da taxa de transfusão e do sangramento.