Dia a Dia do Paciente / Atividade Física

Paula Andregheto

Publicado em 18/09/2017

Revisado em 20/09/2017

Movimente-se, mesmo que seja um pouquinho

atividade fisica exercicio

Movimentos simples podem aumentar a disposição e elevar a autoestima do paciente.

É muito comum que o tratamento contra o câncer provoque fadiga e desânimo. Tarefas simples, que antes não exigiam grandes esforços, tornam-se muito difíceis para o organismo debilitado. Como atender, então, às recomendações médicas para a prática de exercícios nesse período? É complicado, mas saúde não quer saber de desculpas: mesmo que sejam atividades leves, é importante realizar.

Exercícios aumentam a disposição, melhoram o funcionamento geral do organismo, contribuem para o aumento da massa muscular, entre vários outros benefícios. E nem é tão difícil começar: basta uma caminhada diária de 30 minutos. Quem não tem energia para tanto pode dividir a atividade em períodos de 10 minutos ao longo do dia.

O importante é que se torne uma rotina. Está chovendo ou fazendo frio lá fora? Fazer uma limpeza simples em casa ou cuidar do jardim são suficientes para não deixar de cumprir o treino físico diário. Caminhada é entediante? Outras atividades, como ioga ou tai chi chuan, ajudam também a reduzir a ansiedade.

Para evitar incômodos com dores musculares após os exercícios, nunca esqueça de fazer um aquecimento suave antes do início da atividade.

E tenha em mente que não se espera o desempenho de um atleta (ou sequer de um amador!). Ou seja, o paciente não precisa atingir o cansaço extremo, até mesmo porque sua imunidade está baixa, tornando-o vulnerável a infecções.