Dia a Dia do Paciente / Efeitos Colaterais

Paula Andregheto

Publicado em 11/09/2017

Revisado em 15/09/2017

Alimentos que pioram os episódios de diarreia

alface verdura

Pão integral, verduras, frituras e outros alimentos gordurosos estão na lista.

Se existem alimentos que ajudam a melhorar os episódios de diarreia, também existem os que devem ser evitados. Entre eles estão, os processados, os gordurosos, os apimentados, as frituras e os doces. Não é difícil entender o motivo: por serem opções “pesadas”, estufam ou até irritam o colo do intestino, e o corpo entende que é necessário liberar mais espaço, provocando a diarreia.

Veja também: 5 dicas para ajudar a controlar a diarreia

É preciso, no entanto, haver condições prévias, como o próprio tratamento oncológico, para que um alimento provoque diarreia instantaneamente. Normalmente, quando a diarreia não é causada por vírus ou bactérias, esse tipo de evacuação decorre da chamada Síndrome do Intestino Irritável.

Funciona assim: quando ingerimos alimentos de difícil digestão em grande quantidade (por exemplo, gorduras e frituras), nosso estômago, por meio de estímulos mecânicos e hormonais, “pede ajuda” à vesícula biliar, que descarrega seu estoque de bile com a função de quebrar o excesso de gordura. O problema é que um volume alto de bile pode irritar o cólon. A solução encontrada pelo corpo é esvaziar rapidamente o tubo digestivo.

Existem opções que não necessariamente se enquadram na lista de alimentos de difícil digestão, e podem enganar muita gente porque na verdade fazem parte do grupo que em geral vemos como dos “alimentos saudáveis”. É o caso do pão integral, cascas de frutas grossas e vegetais crus. Por serem fibras insolúveis, aumentam a movimentação intestinal e aceleram a velocidade de formação do bolo fecal, o que pode intensificar o quadro de diarreia.

Leites e derivados também costumam agravar os sintomas da diarreia. Como a mucosa interna do intestino fica sensível, cai a concentração da enzima responsável pela degradação do açúcar do leite (a lactase), causando falhas na digestão do alimento e consequentemente as diarreias. Algumas bebidas, como chá e café, também contribuem para a rápida formação do bolo fecal e irritam o trato digestivo, intensificando o quadro.

Se os sintomas persistirem, o paciente deve entrar em contato com o seu médico. No ciclo seguinte, as doses dos medicamentos oncológicos poderão ser reduzidas ou, ainda, medicamentos preventivos de diarreia poderão ser utilizados.