Dia a Dia do Paciente / Nutrição

Paula Andregheto

Publicado em 18/08/2017

Revisado em 18/08/2017

Hora para comer: antes ou depois da quimioterapia?

hora comer relogio

Antes de estabelecer um planejamento alimentar, o paciente deve observar em que momento do dia seus sintomas são mais intensos.

Seja pela náusea, pelas feridas na boca ou pela alteração do paladar, a alimentação do paciente em tratamento quimioterápico é um desafio diário. Para além da escolha de uma dieta leve e balanceada, responsável por fornecer a energia de que o organismo precisa, o paciente precisa atentar também para a questão dos horários da alimentação. Nesse contexto, uma dúvida mais específica é: no dia da quimioterapia, deve-se comer antes ou depois da sessão?

Não há uma resposta única. Cada paciente deve observar em que momento geralmente os sintomas começam a surgir ou a ficar mais intensos e, a partir daí, estabelecer um planejamento com a ajuda do médico. Há pacientes que se sentem melhor comendo alguma coisa leve antes, outros preferem comer somente depois e há os que levam um pacote de biscoitos para se alimentar durante a sessão.

Embora seja uma opção particular, as orientações médicas em geral apontam para a necessidade de uma boa alimentação no dia da aplicação, evitando o jejum. Até mesmo porque a sensação de náusea pode surgir exatamente por causa do estômago vazio.

Recomenda-se uma dieta baseada em carboidratos complexos e proteína, além da ingestão de muita água antes e depois da seção. Durante a aplicação, barras de cereais, torradas e iogurtes podem ser bem-vindos – lembrando que, se o cateter estiver posicionado numa mão, a comida escolhida deve ser manuseada somente com a outra.

Por fim, é preciso reconhecer que o apetite de um paciente com câncer fica bastante alterado por conta da quimioterapia. Se você é um familiar ou acompanhante, uma dose de flexibilidade é sempre necessário para que o assunto “alimentação” não seja uma fonte de estresse ou ansiedade.