noticias-bexiga / noticias-bexiga

Sergio Azman

Publicado em 09/09/2014

Revisado em 08/03/2017

Detox com suco de brócolis

A região do delta do rio Yangtze representa apenas 2% da área da China, mas contribui com mais de 15% das emissões de gases de efeito estufa em todo o país. A região foi escolhida para sediar uma importante pesquisa, que avaliou o poder de desintoxicação do brócolis frente a diversos poluentes ambientais associados ao desenvolvimento do câncer.

O objetivo era determinar até que ponto o consumo diário de uma bebida com broto de brócolis poderia elevar a taxa inicial de desintoxicação de poluentes tóxicos do ar entre os indivíduos expostos a níveis excessivos, além de verificar se a resposta protetora seria sustentável. Os participantes da pesquisa receberam doses diárias da bebida à base de brócolis durante 12 semanas. Um componente bioativo derivado da verdura, o sulforafano (SF), é um anti-cancerígeno eficaz em modelos animais, e atua em parte pela indução de enzimas de desintoxicação.

Duzentos e noventa e um participantes, sendo 62 homens (21%) e 229 mulheres (79%), com idade média de 53 anos (variação de 21-65), foram recrutados na área rural da localidade chinesa de He-He Township, em Qidong, uma região caracterizada pela exposição a altos níveis de poluentes atmosféricos. Embora se tratasse de uma intervenção dietética rigidamente controlada, os participantes não foram submetidos a  nenhuma restrição alimentar durante o estudo, realizado entre outubro de 2011  e janeiro de 2012.

Os participantes consumiram uma bebida placebo ou a bebida preparada com broto de brócolis por 84 dias consecutivos (12 semanas). A excreção urinária foi medida antes e durante a intervenção.

O estudo mostrou que a ingestão da bebida com broto de brócolis melhorou a desintoxicação de alguns poluentes transportados pelo ar e pode atenuar seus riscos para a saúde a longo prazo. Ao final da análise, os resultados mostram que o consumo da bebida à base de brócolis aumentou os níveis de excreção dos derivados de poluentes, como conjugados de benzeno (61%) e acroleína (23%), mas não foi encontrado crotonaldeído naqueles que receberam a bebida de broto de brócolis em comparação com o placebo.

Cristiane Hanashiro, nutricionista do Hospital Beneficência Portuguesa, explica que o brócolis é indicado como um alimento que atua na prevenção, ajudando a diminuir o efeito tumoral. “No caso dos poluentes que apresentam risco para desenvolver o câncer, o brócolis é considerado um desintoxicante, pois leva à diminuição da substância que pode levar ao tumor”, diz. A especialista também dá duas receitas de sucos que incluem o vegetal.

Além da desintoxicação, prevenção

Alguns estudos já haviam revelado os benefícios do brócolis. O consumo de duas ou mais xícaras de brócolis por semana apresentou uma diminuição de 44% na incidência do câncer de bexiga. Outro estudo realizado em 2003, em Tóquio, evidenciou que algumas substâncias no brócolis bloqueavam o crescimento das células do melanoma.

E não é apenas o brócolis, mas o conjunto de alimentos que ajuda na prevenção do câncer. “Cada um tem um elemento específico que vai atuar como substância bioativa. Quando você faz uma dieta equilibrada e variada, isso repercute de maneira benéfica a longo prazo”, diz a nutricionista.

Para o indivíduo saudável, o brócolis é um alimento importante em termos nutricionais. É rico em vitamina C, que ajuda no sistema imunológico, em vitamina A, essencial para a visão e reprodução, além de conter fibras que ajudam no funcionamento intestinal. “Isso tem que estar aliado a uma dieta equilibrada e diversificada, além do estilo de vida e atividade física. Tudo isso vai repercutir de uma maneira positiva. O brócolis é um elemento preventivo, mas existem outras questões relacionadas ao desenvolvimento do câncer”, ensina Cristiane.

É bom, mas para o paciente de câncer, nem sempre

Ela ressalta ainda que a ingestão de determinados alimentos, mesmo considerados saudáveis, depende do momento e das condições de saúde de cada pessoa.  No caso do paciente oncológico, a dieta pode variar até de acordo com o tratamento — se está recebendo quimioterapia ou radioterapia. O brócolis, por exemplo, possui vários benefícios, mas contêm substâncias que podem fermentar. É comum pacientes em determinado período do tratamento terem um pouco de diarreia e gases. Nesse caso, o brócolis não é indicado, pois é rico em fibras que vão estimular o intestino e induzir a diarreia. “Nesse momento eu só vou intensificar o efeito colateral. Por isso, não dá para falar para o paciente comer ou tomar o suco de broto de brócolis todo dia. A indicação muda de acordo com o momento”, explica a especialista.

Alerta

A exposição à poluição do ar tem sido associada com o câncer de pulmão e doenças cardiopulmonares. A IARC (Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer) classificou recentemente a poluição do ar e partículas de poluição como agentes cancerígenos.