Tipos de câncer / Câncer de bexiga



Dr. Fernando Maluf.

Dr. Fernando Maluf

Dr. Fernando Maluf é Doutor em Ciências/Doutorado em Urologia pela FMUSP, membro associado do American Cancer Society e Diretor do Serviço de Oncologia Clínica do Hospital BP Mirante de São Paulo. Foi Chefe do Programa de Residência Médica em Oncologia Clínica e membro integrante do Centro de Oncologia do Hospital Sírio Libanês. É autor de artigos científicos e de mais de uma dezena livros publicados no Brasil e no exterior, além de Professor Livre Docente pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Câncer de bexiga | Diagnóstico

Quando estamos com algum problema de saúde, o corpo demonstra a anormalidade no funcionamento de alguma maneira. Se caso você observar que há sangue na urina, ou qualquer dos sintomas comum da doença, procure por um médico. Mas, mesmo diante dos sintomas, isso não significa que de fato é câncer de bexiga. Para se certificar, o médico irá pedir algum desses exames:

Cistoscopia

Consiste na introdução pela uretra de uma fibra óptica que possui uma luz forte na ponta, para iluminar a bexiga por dentro. É um exame semelhante às endoscopias realizadas para avaliar o esôfago e o estômago. Quando o médico encontra lesões suspeitas, é possível removê-las com uma pinça que há no aparelho. O material colhido nessas biópsias será analisado ao microscópio pelo médico patologista. [relacionados]

Pelo fato de o câncer de bexiga frequentemente apresentar-se com múltiplos focos, os médicos normalmente realizam biópsias em outras partes da bexiga, mesmo que aparentemente normais.

Na cistoscopia, além da biópsia da lesão suspeita, é feita sua remoção através da raspagem de toda a superfície até a profundidade da parede muscular da bexiga (ressecção transuretral ou RTU), procedimento fundamental porque permite diagnosticar o tipo de tumor e delimitar a profundidade da invasão na parede. A ressecção transuretral não é simples método de diagnóstico: já é uma etapa inicial do tratamento, porque serve também para retirar o tumor.

Citologia urinária

Baseia-se na análise da urina com o objetivo de procurar células tumorais que se destacaram do tumor e se encontram em suspensão na urina. Esse exame, no entanto, só consegue detectar cerca de 20% a 30 % dos tumores de bexiga. Citologia negativa não afasta a possibilidade de câncer de bexiga; só a cistoscopia é capaz de fazê-lo. Outros exames podem ser solicitados para auxiliar a cistoscopia: ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância nuclear magnética.

ESTADIAMENTO

Os quatro estádios do câncer de bexiga estão descritos abaixo:

Estadiamento do câncer de bexiga.

Estadiamento do câncer de bexiga.