Tipos de câncer / Câncer de bexiga



Dr. Fernando Maluf.

Dr. Fernando Maluf

Dr. Fernando Maluf é Doutor em Ciências/Doutorado em Urologia pela FMUSP, membro associado do American Cancer Society e Diretor do Serviço de Oncologia Clínica do Hospital BP Mirante de São Paulo. Foi Chefe do Programa de Residência Médica em Oncologia Clínica e membro integrante do Centro de Oncologia do Hospital Sírio Libanês. É autor de artigos científicos e de mais de uma dezena livros publicados no Brasil e no exterior, além de Professor Livre Docente pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Câncer de bexiga | Sintomas

O câncer de bexiga é uma doença silenciosa, que na fase inicial evolui sem  apresentar sinais e sintomas. Mas, com o passar do tempo e com a progressão do carcinoma, podem surgir alguns sintomas como:

  • Hematúria

É a presença de sangue na urina, resultante do rompimento de vasos sanguíneos no interior da massa tumoral ou da própria mucosa da bexiga. Ocorre em 90% dos pacientes. Pode ser macroscópica, quando vista a olho nu, ou microscópica, quando detectada apenas no exame de urina.

A presença de sangue na urina é sinal de alerta, mas não exclusiva do câncer de bexiga. Pode ser encontrada nas infecções urinárias, nos cálculos renais e até nas prostatites benignas, que causam dificuldade para urinar porque a próstata fica aumentada.

  • Sintomas irritativos da bexiga

A irritação da bexiga pode ser manifestada por sensação de ardor, urgência e vontade incontrolável de urinar. Ocorre em aproximadamente 20% a 30% dos casos.

  • Sintomas causados pela extensão  do câncer a estruturas vizinhas

Em casos mais avançados podem surgir dores pélvicas, dor ou sangramento retal resultante da infiltração do reto, e inchaço das pernas provocado por comprometimento dos linfonodos pélvicos.

  • Sintomas da doença metastática

Perda de peso e de apetite, anemia e cansaço caracterizam a doença disseminada, fase em que as metástases se instalam em órgãos distantes. Coloração amarelada da pele, náuseas e vômito podem ser manifestações de comprometimento do fígado. Falta de ar e tosse surgem quando há metástases na pleura ou nos pulmões. Dores ósseas ou fraturas fazem suspeitar de metástases ósseas.